Artes

Mestre Ataíde
Manuel da Costa Ataíde foi um pintor, dourador, entalhador e professor brasileiro. Teve grande influência sobre os pintores da sua região. Em 1818, tentou, sem sucesso, obter permissão oficial para fundar uma escola de arte em Mariana. Uma das características da sua expressão artística era o emprego de cores vivas, principalmente o azul, a sua preferida. Em seus desenhos, os anjos, as madonas e os santos apresentam traços de povos africanos. Seu trabalho mais conhecido foi a “Glorificação da Virgem”, pintada no teto da nave principal.



Aleijadinho
Com um estilo relacionado ao Barroco e ao Rococó, é considerado por muito o maior nome do barroco americano e tambem o maior expoente de arte colinial no brasil.Sabe-se pouco dele ate mesmo que sua biografia so foi escrita 44 anos depois de sua morte, ainda com muitas duvidas.Todas sua obras sao encotradas em Minas gerais,especialmente em Ouro Preto, as principais obras sao as igrejas. Veio de uma familia respeitada onde seu pai era Português e sua mãe Africana.



Mestre Valentim
Valentim da Fonseca e Silva, foi um dos principais artistas do Brasil Colonial, tendo atuado como escultor, entalhador e urbanista no Rio de Janeiro. Estabeleceu uma oficina no centro do Rio de Janeiro onde realizou vários trabalhos de talha dourada para igrejas cariocas até a sua morte. Principais obras (urbanismo): chafariz das saracuras; chafariz do carmo; recolhimento de nossa senhora do parto; passeio público; chafariz das marrecas. Talha e escultura: igreja da ordem terceira do carmo; mosteiro de são bento; igreja de santa cruz dos militares; igreja da ordem terceira de são francisco de paula.


Referência:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Valentim_da_Fonseca_e_Silva
http://pt.wikipedia.org/wiki/Aleijadinho
http://pt.wikipedia.org/wiki/Mestre_Ata%C3%ADde


Alunos:
Amanda  n°1
Camila  n°4
Évelyn  n°9
Laércio  n°18
Thayanna  n°35




                                             MESTRE VALENTIM

Mestre Valentim era mulato, filho de um fidalgo português e de uma africana. Alguns autores defendem que seu pai o levou a Portugal em 1748, onde teria aprendido escultura, versão que é historiograficamente controvertida. De volta ao Brasil em 1770, estabeleceu uma oficina no centro do Rio de Janeiro e entrou para a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. Realizou vários trabalhos de talha dourada para igrejas cariocas até a sua morte.
                                             MESTRE ATAIDE

Manuel da Costa Ataíde[1], mais conhecido como Mestre Ataíde, (Mariana, 18 de outubro de 1762 – idem, 2 de fevereiro de 1830), foi um pintor, dourador, encarnador, entalhador e professor brasileiro. Foi um importante artista do barroco mineiro e teve uma grande influência sobre os pintores da sua região, através de numerosos alunos e seguidores, os quais, até à metade do século XIX, continuaram a fazer uso de seu método de composição, particularmente em trabalhos de perspectiva no teto de igrejas .
                                        ALEJADINHO

Aleijadinho (Antônio Francisco Lisboa) nasceu em Vila Rica no ano de 1730 (não há registros oficiais sobre esta data). Era filho de uma escrava com um mestre-de-obras português. Iniciou sua vida artística ainda na infância, observando o trabalho de seu pai que também era entalhador. Obras de arteo conjunto de esculturas A Passos da Paixão e Os Doze Profetas, da Igreja de Bom Jesus de Matosinhos, na cidade de Congonhas do Campo. O trabalho artístico formado por 66 imagens religiosas esculpidas em madeira e 12 feitas de pedra-sabão.
                                               REFERENCIAS
www.suapesquisa.com/aleijadinho/
pt.wikipedia.org/wiki/Mestre_Ata%25C3...
pt.wikipedia.org/wiki/Valentim_da_Fon...

Lucas Pinheiro,George,Joao Manoel,Walter e Matheus Oliiveira
 Breno Rafael



MESTRE VALENTIM
Mestre Valentim foi um dos principais artistas do Brasil colonial, tendo atuado como escultor, entalhador e urbanista no Rio de Janeiro.Mestre Valentim era mulato, filho de um fidalgo português e de uma africana. em 1770, estabeleceu uma oficina no centro do Rio de Janeiro e entrou para a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos.Faleceu em 1813 .Em 1913 inaugurou-se um busto de Mestre Valentim no Passeio Público do Rio de Janeiro, sua obra mais emblemática.

MESTRE ATAIDE
Mestre Ataíde,foi um pintor, dourador, encarnador, entalhador e professor brasileiro.Foi um importante artista do barroco mineiro e teve uma grande influência sobre os pintores da sua região ele particularmente em trabalhos de perspectiva no teto de igrejas.uma de suas obras foi:Pintura da Capela de Nossa Senhora da Glória ,Painel A Última Ceia,Pintura do forro da capela-mor da Igreja de Nossa Senhora do Rosário entre outros.

ALEIJADINHO

Aleijadinho foi um importante escultor, entalhador e arquiteto do Brasil colonial.Toda sua obra, entre talha, projetos arquitetônicos, relevos e estatuária, onde foi realizada em Minas Gerais,Os principais monumentos que contém suas obras são a Igreja de São Francisco de Assis de Ouro Preto e o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos.Com um estilo relacionado ao Barroco é considerado como o maior expoente da arte colonial no Brasil .

Sem nome de componentes.


Manoel da costa ataide conhecido como mestre Ataíde, foi um dos maiores aritstas barroco mineiro tendo seu trabalho similar as obras de Antonio Francisco lisboa(Aleijadinho), foi grande parceiro de aleijandinho, contribuindo com a douração de imagens de aleijadinho para o santuario bom jesus de Matosinho em congonhas do campo. Mestre Ataíde com suas tecnicas de pinturas no teto das igrejas, tentou mais tarde em 1818 fundar uma escola de arte em sua cidade natal(Mariana) que nao teve sucesso.


(Pintura de Mestre Ataíde na teto da igreja de São francisco de Assis)

Antonio Francisco Lisboa conhecido como Aleijadinho,um dos maiores artistas barroco na cidade de ouro preto - MG alem de ser escultor foi tambem talhador e arquiteto, destacou-se como escultor esculpindo imagens no interior das igrejas de ouro preto- MG, que hoje é conhecida pelo destaque de suas obras que se encontra na Igreja de São francisco de Assis de ouro preto e no Santuario Bom Jesus de Matosinhos.











(Obra de Aleijadinho: escultura na igreja de ouro preto -Mg




Valentim da Fonseca e Silva(Mestre Valentim), Foi um dos mais importante artista do periodo colonial, atuando como escultor,entalhador e urbanista no centro do rio de janeiro, projetou chafarizes e deu inicioao primeiro parque publico das américas, antes de sua morte em 1813 realizou varias obras de talha dourada nas igrejas do Rio de Janeiro, e teve sua obra mais emblematica inaugurada em 1913 sendo um busto do mestre valentim no passeio publico do rio de janeiro.











(Obra de Mestre Valetim no centro do Rio de janeiro)


Referencia bibliografica:http://pt.wikipedia.org/wiki/Mestre_Ata%C3%ADde http://pt.wikipedia.org/wiki/Aleijadinho http://pt.wikipedia.org/wiki/Valentim_da_Fonseca_e_Silva
Aluno: David Wendel 6 2c





*Mestre Valentim
Valentim da Fonseca e Silva,mais conhecido como
mestre Valentim,escultor e entalhador brasileiro,
nasceu no RJ(1715-1813).Filho de um nobre
português com uma escrava brasileira,foi levado
pelo pai para estudar em Portugal onde completou seus
25 anos e quando retornou criou uma oficina onde realizou
suas esculturas de talhas.Tornou-se um dos nomes
mais importantes da arte colonial brasileira.
Seu estilo era ''Híbrido'',no qual concilia formas
barrocas e rococós com certo sentido de contenção
e sobriedade.E no urbanismo fez chafarizes.
Obras:(algumas)
-Passeio público/Chafariz da Pirâmide,importantes
espaços sociais urbanos;
-Igrejas de ordens terceiras;
-Fonte dos Amores;etc.

*Mestre Ataíde
Manuel da costa Ataíde,mais conhecido como Mestre
Ataíde ,foi um pintor,dourador,encarnador,entalhador
e professor brasileiro.Teve uma grande influência sobre
os pintores da sua região,sem falar que foi um importante
artista do barroco mineiro.E com issu em 1818 tentou
sem sucesso, fundar umaescola de arte em Mariana,
sua cidade natal.Sentia muito prazer,ou seja,adorava
fazer pinturas nos tetos das igrejas,com cores vivas
e sua favorita era azul.
Obras:
-Pinturas na Igreja da Ordem terceira de São
Francisco de Assis,realizadas entre 1801 e
1812.sendo a ''Glorificação da Virgem'',pintada
sobre madeira no teto da nave principal,o seu
trabalho mais conhecido;
-Pinturas de forro da capela-mor da Igreja Matriz
de Santo Antônio;
-Painel a Última Ceia,no colégio do Caraça,executado
em 1828;
-Pintura do forro da capela-mor da Igreja Matriz de
santo Antônio,realizada em 1811;
-Pintura do forro da capela-mor da igreja Nossa
Senhora do Rosário ,realizada em 1823;

*Mestre Aleijadinho
Antônio Francisco Lisboa,mais conhecido com Aleijadinho nasceu
em 29 de agosto de 1730 em Vila Rica.Também está incluso no
grupo dos artistas mais conhecidos barrocos do Brasil e suas
esculturas e obras de arquitetura encantaram à todos.Gostava
de usar em suas obras,madeira e pedra-sabão(uma matéria-prima
brasileira),além de misturas muitos estilos barrocos como:
rococó e estilos clássicos gótico.Mas ao passar dos anos ficou doente,
ninguém sabe direito o que houve,dizem que foi lepra e por issu recebeu
esse apelido,porque aos poucos foi perdendo o movimento das mãos,pés,
até mesmo pedeu 3 dedos,ficando com uma aparência nada agradável.
Obras:(algumas)
-Igreja de São francisco de Assis(considerada uma das maiores
realizações de Aleijadinho);
-Igreja de nossa senhora do Carmo;
-Palácio dos governantes;
-Os Passos da paixão;
-Igreja de São Francisco de Paula(imagem do padroeiro);




Alunos:Vivian ,Matheus Chaves,Wagila,
Marco Antônio,Carol.












Alejadinho

Antônio Francisco Lisboa o Alejadinho fazia esculturas, era entalhador, ate mesmo arquiteto. Mantia 3 escravos; ajudantes...ele foi descobrindo uma doença com o decorre do tempo..super estranho..perdeu ate mesmo 3 dedos..ate seu rosto
ficou asqueroso.por isso o nome de Alejadinho.. Sua maior realização na esculura de vulto completo são os conjuntos do Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas - as 66 estátuas da Via Sacra, Via Crucis ou dos Passos da Paixão,

Mestre Valentim
Valentim da Fonseca e Silva: entalhador, urbanista, escultor do Rio de Janeiro... Dizem que ele foi para Portugal... seu pai era português..quando voltou para o Brasil criou uma oficina.realizou varias esculturas de talhas ate sua morte..era talhas com acabamento em ouro..(talhas douradas). No urbanismo fez chafarizes...uma da suas talhas foi na Igreja da Ordem Terceira do Carmo: Trabalhou nessa igreja entre 1772 e 1880.
Mestre Ataíde

Pintor, dourador, professor, encanador... Era barroco brasileiro, tentou fundar uma escola, mas não teve sucesso. Parceiro de Alejadinho também... Adorava fazer pinturas nos tetos das igrejas, amava cores vivas; sua cor favorita era azul. Uma pintarura em minas gerais cuja o nome é Pintua da Capela de Nossa Senhora da Glória por volta de 1742.

Soraya 31, Leonardo 19, Paulo Henrique







A importância do desenho de observação
O desenho de observação, sobretudo é um meio para se adquirir o domínio sobre os fundamentos do desenho, sobre a percepção visual e sobre o espaço no qual se desenvolve, seja ela bidimensional ou tridimensional. O Desenho de Observação precisa de quatro pré-requisitos básicos: 
Enquadramento;
 Composição;
 Perspectiva;
 Proporções;

O desenho pode ser definido como a interpretação de qualquer realidade, visual, emocional, intelectual, ou outra, através da representação gráfica.
Para se ter um desenho de observação desenvolve-se o pensamento analógico e concreto, o senso de proporção, espaço, volume e planos. No desenho de observação são utilizadas diversas técnicas e alguns materiais, algumas dessas técnicas são:
Desenho a giz
Executado com giz preto, ou vermelho, sobre papel, papelão etc., essa forma de desenho surgiu na Itália e na Alemanha no século XV. Leonardo da Vinci, Michelangelo e muitos outros grandes mestres deixaram desenhos a giz.
Aguada
Após a introdução da pintura chinesa na Europa, em pleno período barroco, o desenho a aguada conheceu grande voga. É feito com tinta, mediante o emprego de pena e pincel, sobre um suporte de papel. Poussin e outros artistas célebres empregaram tal método.
Aquarela
A técnica da aquarela assemelha-se mais à pintura que ao desenho. Todavia, a aquarela possui a mesma espontaneidade do desenho, pois não oferece nenhuma possibilidade de retoque. Emprega um pigmento em pó misturado com goma arábica e diluído em água. Aplica-se em papel com pincéis macios. A técnica já era conhecida entre os egípcios, no século II da era cristã, mas só se desenvolveu a partir do século XV, e, sobretudo a partir de Dürer. Com a aquarela obtêm-se belas transparências de luz e cor, motivo pelo qual é muito apreciada pelos paisagistas.
Pastel
Feito com auxílio de giz artificial que desliza sobre um suporte de papel, cartão etc., o pastel aproxima-se do desenho a giz vermelho. Os pastéis mais antigos remontam ao século XV, mas só no século XVIII atingiu seu máximo desenvolvimento.
Ponta de metal
Uma das técnicas mais antigas, a ponta de metal é precursora do desenho a lápis. Consiste na utilização de estiletes com ponta de prata, ouro ou chumbo, que deixam um traço cinza ou dourado na superfície do papel revestido com uma solução aquosa de pó de osso, goma arábica e, eventualmente, corante. A ponta de metal sulca a camada de revestimento, inscrevendo-se na folha, não permitindo raspagem ou retoque. É um desenho muito delicado, especialmente a ponta de prata, que deixa um traço cinza-claro que escurece com o tempo. Foi usada por Pisanello, Rafael, Leonardo, Holbein e Dürer.
Desenho a lápis
Empregado freqüentemente como um estudo preliminar de uma pintura, o desenho a lápis pode ser feito com lápis natural ou artificial. Natural é o lápis preto da Espanha ou da Itália, o lápis de chumbo dos desenhos arquitetônicos antigos, o lápis vermelho holandês (óxido de ferro). O lápis artificial, de grafita, foi criado pelo mecânico e químico francês Nicolas-Jacques Conté, em 1795. Embora o lápis de grafita já existisse na Inglaterra, na Bélgica e na Espanha desde 1600, foi Conté o inventor do processo de manufaturar lápis de diferentes durezas, adicionando argila à grafita em estado viscoso.
Desenho a carvão
São raros os desenhos a carvão anteriores a 1500, de vez que o carvão esmaece com rapidez, e métodos de fixação somente foram postos em prática após aquela data. Com o carvão, é possível tanto traçar linhas quanto executar sombras. Se calcado com força, produz um traço negro intenso; se de leve, um cinza que variará de tonalidade, segundo a habilidade e a técnica do desenhista. Dürer, na Renascença, e Ernst Barlach, em princípios do século XX, estão entre os mais importantes artistas que fizeram uso do carvão como material de desenho.

Desenho a pena
A pena de pato, a de junco ou a de aço, embebida em tinta, e a partir do século XVIII em sépia, produz sobre um papel forte, absorvente e liso o chamado desenho a pena, ou bico-de-pena. A pena foi desde a antiguidade um instrumento favorito de escrita. Seu uso como utensílio de desenho remonta à alta Idade Média. Artistas como Rembrandt utilizaram a pena de junco, que só se popularizou no século XVII. Própria para os desenhos rápidos, a pena exige o uso da tinta, solução aquosa colorida cujos tipos mais comuns são o nanquim, a sépia e o bistre, além das tintas modernas que não esmaecem com o tempo.


Conselho:
Quem deseja treinar seu traço pode fazer isso através do desenho de observação. Este tipo de desenho consiste em escolher um objeto e colocá-lo numa posição em que possa ser observado, assim pode-se desenhá-lo. Então para treinar seu desenho de observação você pode escolher um objeto que não seja muito complexo para desenhar, isso se você tem o hábito freqüente de fazer este tipo de desenho.


Bibliografia:
Componentes:
Laércio Nascimento     Nº18
Breno Rafael                Nº02



DESENHO DE OBSERVAÇÃO
               O desenho de observação pode ser definido como a interpretação de qualquer realidade, visual, como a pessoa se sente ,ou seja, emocionalmente. Ele é sobretudo um meio para se adquirir o domínio sobre os fundamentos do desenho, sobre oque a pessoa está vendo e onde ela se envolve, seja ela bi ou tridimensional. Esse tipo de desenho presenta quatro elementos importantes que é o Enquadramento, a Composição, a Perspectiva e as Proporções.

Biliografia : ESPAÇO EVT/ DESENHO DE OBSERVAÇÃO
Alunos:    Luan Cesar                nº: 20
                Kleiton Benutti          nº:17